Para ter em consideração – Empregos de m*rda


Uma pessoa estuda toda a vida, tira boas notas e dizem que terá um BOM trabalho!! Só que não acontece.
Aqui vos apresento uma lista de trabalhos merdoso que alguns se sujeitam para pagar contas.

Trabalhar num cadeia de fast-food

Nunca ninguém disse em pequeno – “O meu sonho é trabalhar no MacD*n*lds”.
Imaginem acordar antes das 8h para apanhar o autocarro para chegar antes da hora de entrada porque “o patrão quer que se chegue antes do tempo”, “picar o ponto” e “ter cuidado com o troco” esse é a regra em todos os dias dos trabalhadores de um franchise multinacional. Para no final do dia, ficar com um aftershave de fritos e um sabor amargo na boca.

P.S- Já notaram que em Portugal, quanto mais a norte se visita um destes “restaurantes” mais pálido ficam os colaborares?

Trabalhar como lixeiro

Ao crescermos pensamos que todos os trabalhos difíceis têm um ordenado grande, mas não é verdade. Ser lixeiro é um daqueles trabalhos que tem exigência física com um ordenado bosta. Normalmente são empresas contratadas (amigos) das câmaras municipais, que têm cronometro no levantamento e arremesso de saco. Para no final do dia, terem um bicep e tricep sarado mas ficam com um aftershave característico, parecido com o anterior.

P.S- À uns dias encontrei um amigo meu e reparei que tinha o bicep todo bombado, como bom amigo que sou, perguntei se tinha voltado a ficar solteiro e tinha recaído aos antigos hábitos masturbatórios individuais, no qual respondeu-me, “não, agora sou lixeiro”.

P.S- No norte existia uma família muito conhecida de lixeiros chamados por Almeidas. Por isso, se tem esse sobrenome e chamam-lhe de lixeiro – não ligue.

Ser prestador de serviços

O sonhos húmido de todos os empresários. Poderem contratar os colaboradores e só pagarem aquilo a que propõem, sem subsídios, sem férias e a facilidade de todo o processo despedimento (ou seja, acordar um dia e dizer – “Infelizmente estás despedido”).
Já para o colaborador, nem chega a dormir. Trabalham as horas e muitos deles regem-se a não terem nenhum beneficio enquanto trabalhador.

P.S- Muitos consideram a escravidão do séc. XXI, trabalhar em locais que não se gosta, a fazer coisas que se odeia, para ter dinheiro para coisas que não faz falta.

 

7219 Total Views 22 Views Today

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *